Residência Kurumin

A residência em Itu considerou tudo que poderia ser feito para a construção de uma casa ecologicamente econômica, e sustentável em seu uso e manutenção. Esse pensamento norteou os proprietários e arquitetos desde a escolha da orientação e implantação da edificação, que precisou de pouquíssima movimentação de terra do loteamento, até a decisão dos materiais de construção e acabamento, que tem esquadrias reutilizadas, blocos de materiais reaproveitados, e assim por diante. 

Sistemas como a cisterna, aquecimento solar e teto verde também foram implantados na casa. Apesar de algumas dessas escolhas poderem representar um gasto a mais na hora da obra, ao longo do tempo esse gasto é recompensado - seja nas contas, seja no conforto térmico que o espaço oferece.

A opção pelos sistemas usuais de fornecimento também estão presentes no projeto. Para os dias chuvosos ou para as épocas de seca, a energia solar e a cisterna dão lugar a energia elétrica e a água potável conforme a necessidade. Ainda assim, a substituição do PVC por tubulação de polipropileno mais uma vez reforça o interesse de todos envolvidos em construir uma casa ecologicamente amigável. 

Arquitetura: Amima Arquitetura

Publicações: AU - Casa Kurumin

Ficha técnica:

Projeto: Amima Arquitetura

Localização: Itu, São Paulo - SP

Área: 314m² área construída

Obra: EngeArk Construtora
Período de obra: Jun./ 2010 a Set./2011

A residência tem grande parte feita com cobertura em abóboda, 

Tacos de Cumaru.

O teto verde usou apenas 7cm de terra para fixação da grama. 

Todos os ambientes tem ventilação cruzada, mantendo-os arejados e agradáveis. Os brises feitos em argamassa armada protegem o espaço interno do sol forte da região.

Processo de construção da cobertura em abóboda.

Engeark Construtora

Rua Libero Badaró, 377 - Conj. 1906      Centro, São Paulo - SP

  • Grey Instagram Ícone